olhos paulo bomfim 481f3

Em vícios de encantação
As realidades virtuais
Despetalaram velames
Nas amuradas do cais.

Foram dias, foram noites
Onde de mim me perdi,
Houve luxúria de opalas
E cilícios de rubi.

Fui caminhando esquecido
No bojo de meus enigmas,
E as ametistas floriram
Na ramagem dos estigmas.

Se me perdi foi apenas
Motivo de me encontrar,
No vôo de tantas penas,
Meu silêncio e a voz do mar.