José Florindo Coneglian

Conheci o Paulo Bomfim através do livro "Sonetos", lá pelos anos 60 e daí por diante os seus versos me acompanharam num processo múltiplo de encantamento e reflexão.

O meu encontro com o Mestre teve uma espera de meio século e quando recebi o seu abraço fraterno, os meus sentidos apaziguaram, a felicidade foi transbordante e a noite sem sono.

Hoje tenho comigo 7 exemplares autografados, que seguirão para o acervo da Biblioteca Municipal Orígenes Lessa de Lençóis Paulista, como um tesouro raro.

Paulo Bomfim, alma tricolor, monumento paulista, muito obrigado.

 

José Florindo Coneglian